“Senhor, tu sabes que eu te amo”

Este foi o lema escolhido pelo Pe. Júlio Fabiano para sua ordenação Sacerdotal. A frase é uma passagem do final do Evangelho segundo São João, uma emotiva resposta de Pedro à pergunta de Jesus: “Simão, tu me amas? ”.

No Evangelho, o discípulo tinha diante de si aquele com quem havia caminhado, aprendido e descoberto a misericórdia. Contemplava o Mestre, o Messias, o Ressuscitado, mas acima de tudo, seu amigo. Jesus lhe amara e ensinara a amar. Por isso Pedro não podia tomar uma atitude diferente, cabia apenas uma resposta de amor.

Uma resposta de amor ao chamamento de Jesus

No último 10 de outubro às dez da manhã, o então diácono Júlio passava pela mesma experiência de Pedro. Depois de 9 anos de formação, ele vivia o mistério de ser presenteado – como ele mesmo definiu – com o dom imerecido do sacerdócio. Para ele, não se tratava de uma conquista – se notava em cada palavra, lágrima, sorriso e gesto – mas de um encontro com Jesus e uma resposta de amor.

P Julio em sua primeira missa

Depois de 7 anos de espera – o último havia sido o Pe. Afonso Wosny – se ordenava um padre da Região Sião de Cristo. De modo que, à exceção de apenas três membros idosos impossibilitados de participar, todos os Padres de Schoenstatt que trabalham no Brasil marcaram presença no presbitério.

Além deles, quatro irmãos de curso do ordenando vieram especialmente do Chile para a ocasião: Pe. Felipe Pérez, Pe. Gonzalo Illanes, Diácono Juan LeVraux e Ailton Brito. Ajudavam com a Sacristia os praticantes Gustavo Hanna Crespo e Rafael Mota, além do estudante brasileiro Rafael Eduardo Flausino. Este último representava o Colégio Mayor Padre José Kentenich, onde o Pe. Júlio esteve durantes seus estudos de Teologia.

Sendo assim, a ordenação foi presidida por Dom Sérgio Aparecido Colombo, bispo da Diocese de Bragança Paulista, a qual pertence Atibaia – a terra natal do Pe. Júlio. A Paróquia São João Batista estava repleta de convidados vindos de muitas partes do Brasil e alguns estrangeiros. Entre os familiares do ordenando, os membros da Família de Schoenstatt e vários amigos, todos mantinham um autêntico espírito familiar.


curso Dilectio PatrisPrimeira Missa no Santuário Sião de Jaraguá

No dia seguinte pela manhã, a tenda do Santuário Sião no Jaraguá, São Paulo, estava repleta. Ainda com ânimo de festa, ninguém queria perder nenhum detalhe da primeira missa do Pe. Júlio – que a começou arrancando algumas risadas ao brincar com seu próprio nervosismo.

A pedido do neo-sacerdote, o Pe. Alexandre assumiu a homilia e soube emocionar toda a assembleia. Refletindo sobre o evangelho do Jovem Rico, ele resgatou três atitudes fundamentais para todo Cristão e, especialmente, para os sacerdotes: Amar, Deixar e Seguir. Neste contexto, o Pe. Alexandre pediu a um grupo de rapazes da Juventude Masculina que tocasse uma música sobre vocação composta pelo Pe. Júlio – uma canção do início de sua caminhada que então alcançava a plenitude de sua beleza.

Reintronização da cruz da unidade no Santuário Sião do Jaraguá

Nova Cruz da Unidade no Santuário Sião

Terminada a celebração, junto com a Família de Schoenstatt do Jaraguá, o Pe. Júlio teve a graça de reentronizar a Cruz da Unidade de fundo vermelho no Santuário Sião, que havia sido roubada em 2011. Em seguida, permaneceu até o início da tarde no Santuário, onde distribuiu a todos sua benção neo-sacerdotal.

Especialmente para os Padres da Região Sião de Cristo, foi uma alegria acompanhar o Pe. Júlio nestes momentos tão lindos – os dias mais importantes de sua vida, como ele mesmo constatou. E antes que o ano terminasse, eles ainda puderam se alegrar com o Ailton Brito, que se ordenou diácono no último dia 31 de Outubro – um segundo presente da Mãe de Deus. Os dois ordenados pertencem ao curso Dilectio Patris Vivens ex Sion – O amor vivo do Pai desde Sião.

O Pe. Júlio permanece na paróquia Nª Srª da Conceição no Jaraguá, o Diácono Ailton se dirige para Londrina e todos somos convidados a renovar nossa resposta de amor a Jesus – “Senhor, tu sabes que te amo”.

 

Região Sião de Cristo outubro 2015

Cookies erleichtern die Bereitstellung unserer Dienste. Mit der Nutzung unserer Dienste erklären Sie sich damit einverstanden, dass wir Cookies verwenden.
Ok